Conteúdo Patrocinado

Hoje é o dia da liderança feminina na Expert XP ESG

Evento organizado pela XP Investimentos terá painel com Luiza Helena Trajano, Tânia Cosentino e Rachel Maia; também serão anunciadas as vencedoras do Prêmio Mulheres que Transformam

XP Investimentos - Media Lab Estadão

Conteúdo de responsabilidade do anunciante

Getty Images Foto:

Que a diversidade entrou de vez na pauta das empresas ninguém mais duvida. Mas como colocá-la em prática em todos os níveis de hierarquia não está tão claro assim.

Ainda que o desafio seja grande, há quem tenha soluções. Nesta quarta-feira, 3, a Expert XP ESG, realizada pela XP Investimentos, reúne no painel ‘A força da liderança feminina’ três mulheres líderes, de CEO a presidente de conselho, para compartilhar boas práticas de fomento à diversidade e à equidade de gênero nas empresas, explorando como são importantes para que as empresas prosperem.

Participam do painel, marcado para as 12h05, Luiza Trajano, presidente do conselho da Magazine Luiza; Tânia Cosentino, CEO da Microsoft Brasil; e Rachel Maia, fundadora da RM Consulting, presidente do conselho consultivo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e ex-CEO da Lacoste no Brasil.

Segundo dados da consultoria McKinsey referentes a 2020, o lucro das companhias e a evolução das ações em uma empresa com diversidade de gênero nos níveis mais altos de hierarquia ultrapassa em 50% a performance das companhias com baixa representatividade nos cargos de liderança – diretoria, presidência, cargos executivos e conselhos.

Por trás disso está a percepção de que, para serem mais prósperas, as empresas precisam representar a sociedade. É assim que vão conseguir desenvolver produtos e serviços que sejam mais aceitos pela população de forma geral e, logo, alcançar a sustentabilidade no longo prazo.

Por exemplo, o Brasil tem pouco mais de 50% da população formada por mulheres. Na XP, a meta é ter exatamente essa proporção representada na força de trabalho até 2025. O plano foi anunciado em julho do ano passado, junto à formalização do MLHR3, grupo interno dedicado à causa de equidade de gênero. À época, as mulheres eram 24% de toda a empresa, que tem mais de 2.500 funcionários.

“Acreditamos que a diversidade do nosso país deve ser refletida em nosso ambiente de trabalho, e que só assim conseguiremos desenvolver as melhores soluções financeiras para diferentes necessidades e pessoas”, defende Marta Pinheiro, diretora de ESG da XP.

Para ela, é em um ambiente diverso e inclusivo que os colaboradores se sentem à vontade para ser quem realmente são. “Assim são mais felizes e capazes de liberar seu poder de transformação”, acrescenta.

Como parte da política de estímulo à equidade de gênero, a XP fará hoje a primeira edição do Prêmio Mulheres que Transformam. A premiação tem o intuito de reconhecer as mulheres que estão transformando o mercado em oito categorias: Autora do Ano, Empreendedora do Ano, Empreendedora Social, Empreendedora Cultural, Economista do Ano, Educadora do Ano, Profissional Tech do Ano e Profissional de Destaque em Finanças.

Alguns nomes que concorrem são Natalia Vozza, fundadora e diretora criativa de marca da byNV; Sauanne Bispo, CEO da ID Experiências; Regina Esteves, diretora-presidente da Comunitas; Nathália Rodrigues, orientadora financeira e administradora; e Eliane Leite, educadora, fundadora da Uzoma Diversidade Consultoria em Inclusão.

Na categoria Autora do Ano, a jornalista Malu Gaspar concorre como autora, com a obra “A organização: A Odebrecht e o esquema de corrupção que chocou o mundo” (2020), e Djamila Ribeiro, com “Quem tem medo do feminismo negro?” (2018).

Laura Carvalho é uma das finalistas da categoria Economista do Ano, e Iana Chan, fundadora da Programaria, está na categoria de Profissional Tech. A atriz Bárbara Paz concorre como Empreendedora Cultural.

Por fim, Beatriz Santos, CEO da Barkus, e Carolina Cavenaghi, cofundadora da Fin4She, são duas das finalistas na categoria de Inovação em Finanças.

As finalistas foram selecionadas por especialistas em diversidade e liderança. Fizeram parte da banca, por exemplo, Fiamma Zarife, diretora-geral do Twitter Brasil, e Viviane Senna, empresária e presidente do Instituto Ayrton Senna. A votação da vencedora foi aberta ao público.

A cerimônia online da premiação ocorre nesta quarta-feira, às 19h, e encerra a programação do segundo dia de Expert XP ESG.  

Confira aqui.

Tudo o que sabemos sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato