''Hoje vivemos uma estagflação''

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou ontem que governo está "extremamente preocupado" com as questões relacionadas aos juros da economia brasileira e aos spreads (diferença entre o custo de captação e o que é emprestado). Na avaliação dela, é preciso uma redução do custo de capital no País. "Até agora, não há nenhuma observação à política monetária do Brasil, que foi fundamental para melhorar as condições do País." Mas as condições mudaram no mundo inteiro. "Antes a preocupação era com a inflação alta. Hoje vivemos uma estagflação. Portanto, a questão do custo de capital será fundamental no próximo ano." Dilma lembrou que a conjuntura internacional é de queda generalizada dos juros. ''Temos de aproveitar o momento já que temos condições de fazer política monetária e fiscal. Vários países não têm margem de manobra porque os juros estão próximos de zero."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.