Holding da Varig pode emitir ações para aumentar capital

O aumento de capital, por meio da emissão de ações, pode ser o caminho buscado pelas empresas do Grupo Varig, controlado pela holding FRB-Par, da Fundação Ruben Berta (FRB).Os conselheiros da entidade esperam receber nesta sexta-feira o aval para promover a venda de novo lote de ações da companhia, durante assembléia extraordinária do Colégio Deliberante da FRB, que reúne os cerca de 250 funcionários aptos a decidir, em última instância, o futuro do grupo.A FRB é dona de 87% das ações da holding, mas, se abrir mão dos direitos de subscrição de novas ações, terá sua participação diluída. A hipótese está prevista na pauta de convocação da assembléia desta sexta, assim como a venda de parte da participação da fundação no grupo.Isso indica que, para manter 50% das ações - e o controle do grupo -, a FRB não poderá abrir mão dos outros 37% que possui na composição atual.A negociação de ações no mercado não impede, ainda, que grupos adquiram participação expressiva no capital da empresa. Um grupo de comandantes, liderado pela Associação de Pilotos da Varig (Apvar), vai protestar nos portões da base da companhia no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio - local de realização da assembléia -, contra a falta de clareza da direção da empresa na condução do plano de capitalização do grupo.

Agencia Estado,

07 de março de 2002 | 21h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.