Honda tem queda de 41% no lucro do 2º tri fiscal e faz alerta

Corte de custos e vendas para os emergentes não foram suficientes para alavancar o balanço da montadora

Danielle Chaves, da Agência Estado,

28 de outubro de 2008 | 10h24

A Honda Motor anunciou queda de 41% no lucro líquido do seu segundo trimestre fiscal e emitiu um alerta de lucro para o ano fiscal que termina em março de 2009, refletindo o duro período pelo qual passa a montadora japonesa, em meio à crise global. Durante o trimestre, as medidas de corte de custos e as fortes vendas nos mercados emergentes não foram suficientes para contrabalançar a valorização do iene, a redução das vendas de veículos grandes nos Estados Unidos e o aumento dos custos das matérias-primas.   Veja também: Lições de 29 A crise de 29 na memória de José Mindlin Veja o que muda com a Medida Provisória 443 Veja as semelhanças entre a MP 443 e o pacote britânico Consultor responde a dúvidas sobre crise   Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Especialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira  Dicionário da crise    A fabricante do Civic e do Accord teve lucro líquido de 123,32 bilhões de ienes (US$ 1,3 bilhão) nos três meses encerrados em 30 de setembro, abaixo dos 208,48 bilhões de ienes obtidos um ano antes. O resultado ficou em linha com a previsão dos analistas consultados pela Thomson Reuters, que era de lucro líquido de 124,1 bilhões de ienes.   As vendas da montadora no período caíram 4,9%, para 2,827 trilhões de ienes (US$ 29,9 bilhões), de 2,971 trilhões de ienes um ano antes, enquanto seu lucro operacional recuou 48%, para 148,85 bilhões de ienes (US$ 1,57 bilhão), ante 286,34 bilhões de ienes no segundo trimestre fiscal do ano passado. As vendas globais da Honda diminuíram 0,2% no período, para 935 mil veículos, com o mercado norte-americano apresentando contração de 9,9% e o europeu registrando queda de 13%.   A Honda reduziu sua projeção de lucro líquido em todo o ano fiscal atual, que termina em março de 2009, para 485 bilhões de ienes, em comparação com a previsão anterior de 490 bilhões de ienes. A montadora também diminuiu sua perspectiva de lucro operacional no ano fiscal para 550 bilhões de ienes, de 630 bilhões de ienes previstos anteriormente. A receita está agora estimada em 11,6 trilhões de ienes, menor do que a previsão de 12,14 trilhões de ienes esperada antes.   "Os mercados estão mudando drasticamente além das nossas expectativas", afirmou o vice-presidente da Honda, Koichi Kondo. O fraco resultado da Honda segue os alertas de lucro feitos pelas montadoras européias Daimler e Renault na semana passada e trazem pessimismo para as montadoras japonesas que vão divulgar seus dados trimestrais no fim deste mês e no início de novembro. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Hondacrise nos EUAbalanços

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.