Hong Kong investiga UBS por manipulação de juros

O UBS é alvo de investigação na Ásia após o órgão regulador bancário de Hong Kong começar a investigar o banco suíço por possível manipulação das taxas de juros referenciais locais. A investigação da Autoridade Monetária de Hong Kong (HKMA, na sigla em inglês) surge apenas um dia depois de o UBS concordar em pagar quase US$ 1,5 bilhão para órgãos reguladores de três países para encerrar acusações sobre manipulação de taxas de juros na Europa.

AE, Agencia Estado

20 de dezembro de 2012 | 12h04

O HKMA afirmou em comunicado que recebeu informações de reguladores estrangeiros sobre uma possível má conduta do UBS envolvendo as informações apresentadas pelo banco sobre taxas de juros asiáticas. O regulador de Hong Kong vai trabalhar com órgãos de outros países para reunir evidências e vai estudar mais ações, dependendo dos resultados da investigação.

Na quarta-feira, o UBS também foi acusado de tentar manipular a versão em iene da taxa de juros interbancária Libor e promotores alegam que um ex-operador de derivativos do UBS em Tóquio atuou como líder do grupo. Os reguladores dizem que a extensão da colaboração entre funcionários do UBS e corretores externos sugere que os bancos podem ter tido sucesso nas tentativas de manipular a Libor. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Hong KongUBSjuros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.