Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Hotéis do Rio comemoram alto índice de ocupação

Rede hoteleira da cidade deve ter ocupação média de 78% até o fim da próxima semana 

Talita Figueiredo, da Agência Estado,

21 de dezembro de 2010 | 16h18

O turismo do Rio de Janeiro fecha 2010 comemorando o alto índice de ocupação na rede hoteleira, que deve fechar com média de 78% até o fim da semana que vem, representando avanço de 13 pontos percentuais em relação ao ano passado. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), houve feriados em que a ocupação foi 20 pontos porcentuais maior do que no ano passado.

"Fundamentalmente o que mudou foi a percepção do turista nacional e internacional da nossa cidade. O Rio ganhou uma imagem positiva desde o fim do ano passado, quando foi escolhido sede da Olimpíada de 2016, que foi ampliada pela proximidade da Copa do Mundo que acontece no Brasil em 2014. Tivemos uma grande exposição este ano", avalia o presidente da ABIH-RJ, Alfredo Lopes.

De acordo com Lopes, os investimentos em infraestrutura, com a construção de novas vias públicas e do metrô até a Barra da Tijuca (na zona oeste) tem atraído investimentos de redes hoteleiras internacionais. "Com o pacote olímpico da prefeitura (projeto de leis que vai preparar a cidade para os eventos esportivos) lançado mês passado já temos garantida a construção de 4.500 novas unidades até a Copa e outros 5.500 até as Olimpíadas", contou.

O medo da violência durante a série de ataques de traficantes que apavorou os cariocas no mês passado teve repercussão negativa na imagem do Rio e provocou cancelamento de reservas. "Mas houve uma reversão de imagem muito forte, com a ocupação policial no complexo do Alemão e as pessoas estão até fazendo turismo lá", diz.

Para o réveillon, a ocupação prevista beira o 100% e para o Carnaval, que acontece apenas em março, as reservas já ultrapassam os 70%. O show de Natal de Roberto Carlos, ao vivo e gratuito da praia de Copacabana, também elevou a ocupação no período do Natal, que fica em torno dos 50%, para mais de 70% nos hotéis da orla de Copacabana.

Tudo o que sabemos sobre:
hotéisocupaçãoRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.