HP traz os PCs preparados para a nova era da conectividade
Conteúdo Patrocinado

HP traz os PCs preparados para a nova era da conectividade

Seguros, elegantes e robustos: computadores estão preparados para a era superdigital

HP, Estadão Blue Studio
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

17 de maio de 2021 | 08h00

PCs mais seguros – e mais sustentáveis. E não estamos falando apenas do software robusto, da qualidade e de todas as proteções necessárias para usar a internet sem preocupações com crime cibernético, vazamento de dados e invasões em busca de seus arquivos.

A HP investiu forte em pesquisa e desenvolvimento, melhorias em materiais, design, características técnicas, software e proteção de suas máquinas, contemplando as principais necessidades e desejos do consumidor, seja o pessoal ou o corporativo.

Todo esse portfólio de soluções para estes computadores preparados para a era superdigital oferecido pela HP contempla quatro pilares principais, baseados em inovação. Conheça os principais destaques.

Inovação

A HP contempla todas essas soluções de modernidade e proteção em seus computadores, que já chegam com tudo o que você precisa para trabalhar ou se divertir tranquilamente – mas também oferece equipamentos construídos com materiais seguros contra microrganismos e que podem ser limpos rápida e facilmente com produtos sanitizáveis, além de peças especialmente desenvolvidas e feitas com materiais recicláveis, fruto de muito trabalho de pesquisa e desenvolvimento.

A procura por novos materiais se reverte em novidades como os notebooks da linha Dragonfly, construídos com ligas de magnésio, unindo o estilo a um alto desempenho. A ideia é também prover ao cliente materiais sanitariamente seguros, fáceis de usar e limpar – e bonitos.

Segurança

Com a pandemia, mudou o perfil do usuário do PC acessando redes corporativas – a partir de ambientes domésticos –, brecha que os cibercriminosos descobriram rapidamente para sofisticar seus ataques. Antes, as ameaças virtuais tinham um perfil mais direcionado – chegavam por e-mail e redes sociais, por exemplo – e eram mais facilmente controláveis dentro dos ambientes corporativos.

Hoje, proteger as organizações dentro do modelo descentralizado de trabalho é mandatório. As empresas precisam focar a atenção nos recursos de segurança a partir do dispositivo e começar a migrar para serviços que possam ajudá-las a lidar com os riscos de segurança atuais e com as ameaças desconhecidas do futuro.

Dessa forma, a segurança baseada em hardware é sua melhor defesa, ajudando-o a proteger, detectar e se recuperar de ataques. Para isso, a proposta é de atuação nos “endpoints”, junto das máquinas dos funcionários, de onde podem partir ataques graves contra as organizações.

A HP traz inovações em segurança, onde os produtos são protegidos com diferentes camadas de proteção, como “Sure Start”, “Sure View” e “Sure Recover”, que garante proteção no nível da BIOS (firmware), deixando os computadores seguros de alvos de atacaques cibernéticos, que por vezes costumam até mesmo cobrar para liberar o acesso às informações roubadas.

Com cópias seguras da BIOS, os PCs são capazes de automaticamente autorrecuperar sua BIOS de ataques ou corrupção e rapidamente restaurar seu próprio sistema operacional – em qualquer lugar – com ou sem conexão de rede, conseguindo, assim, identificar e alertar sobre qualquer alteração e revertê-la, se necessário.

“Foi realizado um teste com hackers para que tentassem o acesso aos PCs da HP e da concorrência, e mesmo esses hackers não conseguiram penetrar nessas máquinas”, explica Bruno Ortolani, gerente da Categoria 4P (os 4 Pilares) da HP para a América Latina.

Além disso, de acordo com Bruno Ortolani, preocupações de hardware como câmeras que podem ser bloqueadas fisicamente e telas com filtro ajudam na prevenção ao roubo de dados.

Novas funcionalidades

Novos materiais e soluções de segurança inteligentes são apenas os pontos de partida de toda a inovação posta em prática pela HP. O terceiro dos pilares de trabalho tem a ver com a nova dimensão que os computadores ganharam na vida das pessoas – e com o escritório do futuro se tornando uma realidade consolidada sem volta, assim como aplicações do computador em educação e cuidados com a saúde são caminhos sem volta.

Um dos pontos centrais da  transformação digital trazida pela pandemia foi a redescoberta do PC como hub de trabalho, educação, saúde, lazer, no centro da casa conectada. Hoje, as reuniões, as aulas, as consultas médicas, as lives nos momentos de lazer, tudo é feito no computador.

O escritório, a faculdade, a escola, o consultório, entre outros ambientes, migraram para dentro das nossas residências. A pandemia acelerou ainda mais essa necessidade de máquinas eficientes que possam usufruir de todo o poder da hiperconectividade, acompanhada por toda a estrutura de suporte aos novos modelos de trabalho e preocupações com a saúde.

A HP oferece, por exemplo, docks pequenas e elegantes, com saída USB-C de alta velocidade, que oferecem uma diversidade de portas e conexões de periféricos possíveis aos PCs HP e também de outras marcas, inclusive possibilitando, facilmente, o uso de dois monitores.

Completam o ecossistema teclado, mouses – inclusive com um modelo voltado a apresentações –, caneta recarregável digital para aplicações profissionais, headsets e até mochilas.

Além disso, o HP Thin Client é capaz de, por meio de um pequeno “device”, enlaçar PCs de casa e do trabalho provendo conectividade fácil e rápida via nuvem, dando ao profissional mais flexibilidade e possibilidades de trabalho, inclusive em deslocamentos, em clientes, ou em ambientes de desenvolvimento de aplicações.

Sustentabilidade

“Zerar o balanço das emissões de carbono é a meta da HP”, afirma Ortolani, explicando mais um dos pilares de negócios da companhia.

A HP já trabalha no conceito de economia circular, ajudando o meio ambiente ao reduzir desperdícios e o lixo eletrônico, quando da reciclagem desses computadores. Além disso, a HP tem o portflólio de PCs mais sustentável do mundo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.