finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

HSBC: informações sobre Bamerindus

Os investidores minoritártios do Banco Bamerindus terão acesso a todas as informações referentes à liquidação do banco, disponíveis no Banco Central (BC), inclusive sobre a venda dos bens. O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Paulo Costa Leite, negou o pedido de liminar do HSBC Bank Brasil S.A., que comprou o Bamerindus, contra a Associação Brasileira de Investidores Minoritários do Grupo Bamerindus. Não caberá recurso a essa decisão até que um outro instrumento jurídico solicitado pelo HSBC no Tribunal Regional Federal (TRF) seja julgado. A Associação Brasileira de Investidores Minoritários do Grupo Bamerindus entrou com uma ação civil pública contra o banco. No processo, de acordo com a assessoria do STJ, a entidade solicitou a produção de provas para contestar os valores envolvidos na liquidação do banco, o que foi autorizado pela 14ª Vara Federal de São Paulo.Os investidores querem que o atual liquidante do banco, Flávio de Souza Siqueira, e o BC apresentem a documentação e a prestação de contas referente a todas as operações patrimoniais de bens móveis e imóveis realizadas no período da intervenção e liquidação extrajudicial do Bamerindus. Os investidores também poderão ter acesso a informações sobre as avaliações que estão sendo realizadas pelo BC, a forma de alienação dos bens e o resultado da administração da empresa.

Agencia Estado,

05 de janeiro de 2001 | 15h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.