HSBC não exclui possibilidade de compra de ativos do Citi

O chairman do maior banco da Europa, o HSBC Holdings, disse que não exclui a possibilidade da instituição comprar alguns ativos do norte-americano Citigroup, depois do governo dos Estados Unidos ter agido para resgatar o banco. Quando perguntado se vai avaliar os ativos do Citi, Stephen Green disse a jornalistas em uma conferência: "Isso depende." Ele se recusou a comentar situações específicas, mas disse que aquisições são possíveis se forem compatíveis com os seus critérios. "Nós temos uma estratégia clara que diz que nós desenvolveremos nosso negócio com um foco primário em mercados emergentes e isso para nós significa, dada a nossa presença, Ásia, Oriente Médio e América do Sul", disse o executivo, acrescentando que acordos também devem se enquadrar em termos de preços e de qualidade de ativos.

REUTERS

24 de novembro de 2008 | 15h01

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSHSBCCITI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.