HTC produz telefones inteligentes no País

Por acreditar que o mercado brasileiro de celulares inteligentes tem potencial de crescer nos próximos anos "muito mais" que a média mundial de 30%, a HTC escolheu o Brasil para sediar a primeira produção de smartphones, aparelhos que combinam celular e computador, fora do eixo Taiwan-China.A fabricação dos aparelhos já está em andamento e ficou a cargo da Celestica, em Campinas. Em um primeiro momento, a produção será totalmente voltada ao mercado interno. Porém, a idéia é tornar o Brasil o centro de exportação dos aparelhos HTC para toda a América Latina. Neste ano, foram investidos US$ 10 milhões na região "para colocar a operação de pé", informa o diretor-executivo da HTC para a América Latina, Cesar Keller. Por enquanto, a empresa não planeja ter uma fábrica própria no Brasil. Segundo estudo do IDC, os aparelhos móveis convergentes devem somar 107,71 milhões de unidades em 2007 e pular para 140,16 milhões no ano seguinte. "No Brasil, o crescimento será acelerado e significativo, até porque o País tem uma participação baixa no total de smartphones, de aproximadamente 1%", explica o diretor da HTC.

Michelly Teixeira, O Estadao de S.Paulo

28 de novembro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.