Hubner descarta mudanças drásticas na Lei do Petróleo

O ministro interino das Minas e Energia, Nelson Hubner, disse hoje que estão descartadas mudanças drásticas na Lei do Petróleo. Segundo ele, as medidas que estão sendo "cuidadosamente estudadas" estão relacionadas a possíveis mudanças na cobrança de royalties e participações especiais sobre os campos produtores de petróleo localizados na faixa da camada de sal identificada a partir do bloco de Tupi e que pode oferecer reservas potenciais de petróleo e gás natural. Ele afirmou ainda que não há qualquer previsão sobre quando os 41 blocos retirados da 9ª Rodada serão novamente ofertados ao mercado.GásHubner disse que a forte participação da OGX e também a estréia da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) num leilão de áreas exploratórias de petróleo "não significa que são empresas assustadas com o risco de faltar gás no país". "Isso não existe. As duas empresas são grandes players do mercado que estão diversificando seu portfólio numa área que oferece excelentes oportunidades", disse, pouco antes de deixar o local em que está acontecendo o primeiro dia da 9ª Rodada de Licitações da ANP.

KELLY LIMA, Agencia Estado

27 de novembro de 2007 | 14h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.