Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Hubner rebate críticas ao projeto da usina de Belo Monte

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hubner, rebateu hoje as críticas do ponto de vista ambiental que são feitas por diversos setores da sociedade e até pelo cantor britânico Sting ao projeto da hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA). Recentemente, o ex-vocalista do The Police fez críticas ao projeto de Belo Monte ao lado do cacique Raoni.

LEONARDO GOY, Agencia Estado

26 de novembro de 2009 | 16h10

Hubner preferiu não fazer críticas diretas a Sting, mas disse que não consegue entender como pessoas preocupadas com o meio ambiente são contra o projeto. "Fico muito preocupado quando as pessoas falam contra Belo Monte em nome do meio ambiente", disse ele, lembrando que atrasos em hidrelétricas como essa acabam levando o país a contratar mais energia térmica, que emite gás carbônico e contribui para o aquecimento global.

"Os outros países correm para conseguir energia solar e eólica porque não têm alternativa hídrica", afirmou. Hubner preferiu não fazer previsões sobre quando sairá a licença de Belo Monte, mas disse que foi informado de que um dos documentos pendentes para a liberação da obra já foi encaminhado ao Ibama. Trata-se de relatório da vigilância sanitária sobre o efeito na obra no controle da malária na região.

Diretora

Hubner informou que a diretora da Aneel Joísa Campanher Dutra Saraiva deixará o cargo no próximo dia 22 de dezembro, quando termina seu mandato. Segundo ele, a diretora pediu para não ser reconduzida ao cargo, alegando motivos pessoais.

O nome mais provável a ser indicado pelo governo para substituir Joísa é o do advogado Julião Coelho. Com relação à outra vaga que será aberta no dia 22 de dezembro, a do diretor Edvaldo Santana, Hubner disse que o governo encaminhará ao Senado pedido de recondução do diretor ao cargo.

O colegiado da Aneel é formado por cinco diretores e é preciso de um quórum mínimo de três titulares para tomar decisões. Além de Hubner, Edvaldo e Joísa, integram a diretoria Romeu Rufino e José Guilherme Senna.

Hubner falou esta tarde com os jornalistas ao chegar para a cerimônia de entrega do Prêmio Nacional de Conservação e Uso de Racional de Energia 2009, promovido pelo Ministério de Minas e Energia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.