Hugo Chávez assina lei de nacionalização da Sidor

O presidente venezuelano Hugo Chávez assinou hoje a lei que nacionaliza a Sidor, a maior siderúrgica do país, pertencente à Ternium - grupo sediado em Luxemburgo. Com isso, a Sidor passou oficialmente para as mãos do Estado. Na semana passada, a Corte Suprema da Venezuela havia ratificado a nacionalização.O presidente venezuelano disse, durante uma cerimônia transmitida pela televisão, para funcionários da fábrica de aço da Sidor que ele havia assinado a lei. O ministro de Indústrias Básicas, Rodolfo Sanz, foi nomeado presidente da Sidor.No domingo, Chávez havia dito que as negociações com a Ternium em relação a compensações para a companhia vão continuar e que o pagamento será justo. O governo está oferecendo cerca de US$ 800 milhões, enquanto a Ternium tem pedido entre US$ 2 bilhões e US$ 3 bilhões por sua participação de 60% na Sidor.Até agora a Sidor era controlada pelo grupo ítalo-argentino Techint por meio da Ternium, com participação da brasileira Usiminas. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.