Hugo Chávez promete encomendar oito navios à Argentina

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, reuniu-se ao da Argentina, Nestor Kirchner, em estaleiros próximos a Buenos Aires, prometendo encomendar oito novos navios petroleiros que devolverão empregos a milhares de argentinos. A visita, inesperada, ocorre horas após o encerramento da cúpula do Mercosul no norte da Argentina.?Longa vida ao povo argentino! Longa vida ao presidente Kirchner?, disse Chávez à multidão de construtores navais depois que os dois presidentes chegaram para um comício. Os líderes discursaram para centenas de trabalhadores no estaleiro de Rio Santiago, em Ensenada. O estaleiro atualmente emprega 2.000 trabalhadores; no auge, havia 7.000.Chávez diz que quer trabalhadores argentinos envolvidos na construção de até oito petroleiros, alguns dos quais serão superpetroleiros. ?Os povos às vezes morrem ou congelam. O povo venezuelano por muito tempo esteve excluído, congelado?, disse Chávez. ?Basta! Basta! Precisamos de uma identidade comum, de uma visão comum!?.Os trabalhadores aplaudiam enquanto Chávez descrevia o plano de encomendar a construção dos navios, parte de uma nova aliança de energia e petróleo assinada horas antes com Kirchner. O chamado ?Plano Petrosur? deixa a porta aberta para outros países latino-americanos que queiram partilhar recursos energéticos e surge num momento em que a Argentina enfrenta uma crise de abastecimento de energia.Chávez exortou os trabalhadores argentinos a se unirem à maioria pobre da Venezuela e de outros países numa integração regional. ?Embarcamos num novo modelo de integração econômica?, disse atacando as políticas americanas que considera ?neoliberais? e ?neocoloniais?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.