Hungria espera garantir até 15 bilhões de euros com FMI

A Hungria espera garantir uma linha de crédito no valor de entre 12 bilhões e 15 bilhões de euros com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a União Europeia (UE), afirmou neste sábado o ministro do país responsável pelas negociações com os órgãos financeiros internacionais, Mihaly Varga.

PATRÍCIA BRAGA, Agencia Estado

22 de setembro de 2012 | 18h25

A Hungria quer uma linha de crédito preventiva que envolva menos condições do que um empréstimo auxiliar. O país afirmou que não tem necessidade imediata de um pacote, que ele não seria gasto, mas apenas mantido como uma segurança em tempos complicados.

Varga disse que espera fechar um acordo em novembro, após o término das discussões entre os partidos em outubro. Isso deixaria tempo suficiente para o Orçamento da Hungria ser aprovado pelo Parlamento antes do final do ano, afirmou Varga. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
HungriacriseFMI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.