Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Hungria fornecerá gás para Croácia e Bósnia

A Hungria dará início ao fornecimento de gás para a Croácia e a Bósnia hoje em resposta aos efeitos da disputa entre Rússia e Ucrânia, que está afetando a oferta aos clientes europeus. O anúncio foi feito hoje pelo ministro da Energia, Csaba Molnar. Os países sofrem com restrição no abastecimento de gás por conta de disputa de preços entre Rússia e Ucrânia. Dada à seriedade da crise, os grupos húngaro MOL e alemão E.ON Ruhrgas irão fornecer entre 1 milhão e 1,5 milhão de metros cúbicos de gás para a Bósnia. Na capital bósnia, Sarajevo, cerca de 72.500 residências ficaram sem sistemas de aquecimento. "A Croácia irá receber um milhão de metros cúbicos via Áustria, sob o acordo conjunto das empresas alemã e húngara", afirmou o ministro. Entretanto, Molnar alertou que o fornecimento pode ser suspenso imediatamente se houver ameaça à oferta de gás no mercado interno. Ontem, o governo croata havia cortado o gás que abastecia indústrias e grandes complexos comerciais em Zagreb. O novo acordo vem após o anúncio, feito na última quinta-feira, de que a Hungria e a Alemanha iriam vender gás natural para a Sérvia, que sofre com restrições no abastecimento. O primeiro embarque chegou ontem no país. As informações são da Dow Jones.

AE, Agencia Estado

10 de janeiro de 2009 | 18h01

Tudo o que sabemos sobre:
gásRússiaBósnia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.