Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Hungria pode receber até 15 bi de euros do FMI e UE

A Hungria pode receber uma ajuda de 10 bilhões a 15 bilhões de euros do Fundo Monetário Internacional (FMI) e da União Europeia (UE), informou neste sábado o jornal húngaro Magyar Nemzet, citando fontes ligadas à diplomacia. A Hungria não iniciou negociações oficiais com o FMI e a UE ainda, embora pretenda chegar a um acordo financeiro que sirva como rede de segurança em tempos de crise.

AE, Agencia Estado

31 de março de 2012 | 20h47

O FMI e a UE forneceriam o dinheiro ao país em dois anos, segundo o jornal. Além disso, o acordo poderia ser firmado três semanas depois de o governo concluir sua disputa com a UE. A Comissão Europeia tem dois processos de infração em curso contra a Hungria, cuja resolução é amplamente considerada um pré-requisito para o início das negociações oficiais.

Não há resolução final sobre a quantia exata da linha de crédito, e o FMI espera que a UE transfira cerca de um terço do dinheiro, de acordo com a publicação. Para começar as negociações, o FMI exige que o governo mude a lei do banco central, alinhando-a com a lei da UE, que assegura a independência do banco. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
UEHungriaajudaFMI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.