Hungria vai pagar € 650 mi ao FMI em fevereiro

No total, país pagará € 3,5 bi ao fundo no ano que vem como parte da ajuda tomada em 2008

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

22 de dezembro de 2011 | 13h39

BUDAPESTE - A Hungria pagará € 650 milhões ao Fundo Monetário Internacional (FMI) em 10 de fevereiro, afirmou o vice-presidente da agência, Laszlo Andras Borbely. Segundo ele, o país pagará no total € 3,5 bilhões à instituição no ano que vem.

A Hungria está pagando um pacote de socorro que evitou que o país ficasse insolvente em 2008, após o colapso do Lehman Brothers. No entanto, a Hungria pagará a parcela da dívida do FMI no próximo ano e não a da União Europeia, outro credor no socorro.

A agência planeja emitir uma parte maior de sua dívida denominada em moeda estrangeira no primeiro semestre de 2012, afirmou Borbely, mas acrescentou que é improvável que a emissão seja realizada enquanto o governo e o FMI estiverem em conversações, que deverão continuar em janeiro e fevereiro do ano que vem. "Nós avaliaremos o sentimento do mercado e faremos a emissão de acordo", declarou. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.