Hyundai faz joint-venture para veículos comerciais na China

Parceria de US$ 443 milhões tem como meta vender 90 mil unidades em 2011

Reuters,

22 de outubro de 2010 | 11h41

A Hyundai Motor anunciou nesta sexta-feira que fechou acordo para uma joint-venture de 500 bilhões de wons (US$ 443,1 milhões) com a fabricante chinesa de veículos comerciais Sichuan Nanjun Automotive Group, expandindo sua presença no crescente segmento.

A joint-venture em partes iguais tem como meta vender 90 mil veículos comerciais em 2011 e 300 mil unidades em 2015, informou a Hyundai.

O mercado de veículos comerciais da China deve crescer para 5,5 milhões de unidades em 2015 ante 4,5 milhões este ano, informa a montadora sul-coreana.

A Hyundai, quinta maior montadora de automóveis do mundo incluindo a afiliada Kia Motors, está passando por um salto de vendas na China, incentivada pela política de Pequim de conceder subsídios a veículos com consumo de combustível mais eficiente.

As vendas mensais de automóveis na China superaram as 70 mil unidades pela primeira vez em setembro e para 2010 a expectativa é de que a previsão de 670 mil unidades seja superada.

As vendas devem crescer ainda mais quando a terceira fábrica chinesa da Hyundai estiver completa em 2012, o que fará a capacidade de produção da Hyundai ser de 1 milhão de unidades.

A Hyundai assinou acordo com o governo chinês em setembro para construir uma terceira fábrica no país, com capacidade de produção de 400 mil unidades por ano. (Hyunjoo Jin)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.