IABr reduz sua projeção para a produção de aço em 2012

O Instituto Aço Brasil (IABr) alterou para baixo a projeção de produção de aço para 2012, que passou de 37,5 milhões de toneladas para 36 milhões de toneladas, o que, se concretizado, irá significar um aumento de 2,2% em relação ao volume de 2011. A estimativa anterior foi divulgada em novembro de 2011. Para as importações o IABr espera um recuo de 3,8% sobre o volume de 2011, para 3,6 milhões de toneladas. Já as exportações deveram somar 10,9 milhões de toneladas, alta de 0,7% em relação ao ano anterior.

FERNANDA GUIMARÃES, Agencia Estado

26 de junho de 2012 | 15h11

Ainda segundo o IAbr, as vendas e o consumo brasileiro de aço devem ficar praticamente estáveis em relação a 2011. No primeiro semestre do ano, as vendas de produtos siderúrgicos ao mercado interno deverão fechar em 11,1 milhões de toneladas, crescimento de 1,8%. Já o consumo aparente deverá ficar em 12,9 milhões de toneladas, alta de 2,4%. A projeção para as exportações do setor deverá ficar em 2012 em 5,3 milhões de toneladas, queda de 6,5%. Em valores o total deverá ficar em US$ 3,9 bilhões, recuo de 8,3%.

Tudo o que sabemos sobre:
AçoIABr

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.