Polícia Federal
Polícia Federal

Comprador de iate de Eike Batista vai pagar em 30 vezes

Embarcação, apreendida pela Operação Lava Jato, foi leiloada por R$ 14 milhões, apenas oito minutos depois da abertura do pregão

Roberta Jansen, O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2018 | 19h30

RIO - O iate que pertencia ao empresário Eike Batista foi vendido, por ordem judicial, em leilão no início da tarde desta terça-feira, 18, por R$ 14,4 milhões. A embarcação, apreendida pela Operação Lava Jato, foi arrematada em lance único, apenas oito minutos depois da abertura do pregão, às 13h. O nome do comprador não foi revelado.

O iate Pershing SPA, modelo 115, com capacidade para 21 passageiros, tem quatro quartos, sendo duas suítes, além de três cabines, cozinha e espaço para guardar dois jet skis. A embarcação estava avaliada em R$ 18 milhões. Como não foi vendida numa primeira tentativa, na quinta-feira passada, foi oferecido um desconto.

De acordo com informações do leiloeiro Renato Guedes, responsável pela venda, o comprador vai pagar uma entrada de 25% do valor e o restante dividido em 30 parcelas.

A venda em leilão foi determinada pelo juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal de Justiça do Rio, responsável pelo julgamento de processos da Operação Lava Jato. Em julho, Eike Batista foi condenado a 30 anos de prisão e a pagamento de multa de R$ 53 milhões pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de pagar propina no valor de US$ 16,5 milhões (cerca de R$ 60 milhões) ao ex-governador Sérgio Cabral. Atualmente, Eike se encontra em prisão domiciliar.

Mais conteúdo sobre:
Eike Batistaiateleilão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.