carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Ibama autoriza chinesa BGP a fazer sísmica na Bacia de Santos

Empresa é o braço da chinesa BGP Marine no Brasil; além dela, outras chinesas manifestam crescente interesse na exploração petrolífera no país

Mariana Durão,

19 de março de 2012 | 18h42

RIO - A BGP Brasil recebeu licença ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para realizar atividade de pesquisa sísmica marítima 3D na Bacia de Santos. A licença é válida até 28 de março de 2013. A empresa é o braço da chinesa BGP Marine no Brasil.

O interesse dos chineses pela exploração petrolífera no Brasil não para de crescer. A Sinochem Group anunciou recentemente a compra de uma participação de 10% em cinco blocos offshore da francesa Perenco na Bacia do Espírito Santo. A mesma empresa já tinha realizado investidas pesadas, com a aquisição de 40% no campo de Peregrino, da norueguesa Statoil, de 30% da unidade brasileira da portuguesa Galp e 40% no braço brasileiro da espanhola Repsol.

Já a Sinopec é parceira da Repsol como operadora do prospecto Pão de Açúcar, na Bacia de Campos, onde recentemente um teste registrou fluxo de 5 mil barris por dia de petróleo leve e 28,5 milhões de pés cúbicos por dia de gás natural. Essa foi a terceira descoberta no Bloco BM-C-33 e confirmou o alto potencial da área,onde são parceiras também Statoil e Petrobras. Em agosto do ano passado as parceiras Repsol e Sinopec anunciaram uma descoberta de indícios de petróleo na costa brasileira, desta vez na cobiçada bacia de Santos, no bloco BM-S-44, próximo ao "cluster do pré-sal".

Tudo o que sabemos sobre:
PetróleoIbama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.