Ibama libera gasoduto que ligará SP ao DF

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) liberou ontem a licença de instalação do gasoduto Brasil Central, que ligará o interior de São Paulo a Brasília.

Nicola Pamplona / RIO, O Estado de S.Paulo

25 de agosto de 2010 | 00h00

O projeto da Transportadora de Gás do Brasil Central (TGBC) está orçado em US$ 1 bilhão. O duto terá capacidade para transportar até 5,5 milhões de metros cúbicos por dia. Segundo o diretor da TGBC, José Carlos Garcez, a empresa inicia agora os procedimentos para obter a licença de instalação e espera começar as obras em de 2011.

O gasoduto foi planejado para abastecer a região do Triângulo Mineiro, Goiás e o Distrito Federal. Um dos potenciais clientes, disse Garcez, é a fábrica de fertilizantes que a Petrobrás planeja construir em Uberaba (MG).

Anunciado este ano, o projeto da estatal depende da interligação da cidade mineira com o gasoduto Bolívia-Brasil, o que poderá ser feito pela TGBC. A fábrica consumirá 2 milhões de metros cúbicos de gás por dia.

Com 903 quilômetros de extensão, o duto sairá de São Carlos (SP) e chegará a Brasília. A TGBC é controlada pela Termogás, que tem participação nas distribuidoras de gás canalizado de Goiás e do DF. A região é hoje abastecida com gás natural liquefeito transportado de São Paulo em caminhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.