IBGE: alimentação respondeu por metade do IPCA-15

Com a alta de 0,56% do Índice de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) em maio, segundo divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a variação acumulada no ano do índice foi para 2,75% - acima do apurado em igual período de 2007 (1,88%). Em 12 meses até maio, a taxa do IPCA-15 acumula aumento de 5,25%, maior do que a taxa acumulada de 4,94% referente aos 12 meses imediatamente anteriores.Ao detalhar o resultado hoje, o instituto esclarece que os produtos alimentícios mantiveram pressão sobre o índice, com alta de 1,26% em maio - taxa de elevação próxima ao resultado de abril (1,28%). Os alimentos foram responsáveis pela metade do IPCA-15 do mês: 0,28 ponto porcentual. "Vários alimentos ficaram mais caros, com destaque para o arroz , cujos preços subiram 11,94%, pão francês, com alta de 5,84%, e o leite pasteurizado, com 3,48%", detalhou a instituição, em seu comunicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.