IBGE: alimentos têm aumento generalizado em novembro

Houve um "aumento generalizado" de produtos alimentícios no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de novembro, que registrou inflação de 0,38%, segundo a coordenadora de índices de preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos. Ela preparou uma lista com 18 produtos com peso forte nas despesas das famílias e que subiram no mês, incluindo refeição fora de casa (0,93%) e lanche fora de casa (0,89%).Segundo Eulina, houve um espalhamento maior dos reajustes dos alimentos na inflação em novembro do que nos meses anteriores, confirmando os produtos alimentícios como o principal fator de pressão da inflação em 2007. Para ela, "é cedo para concluir que o consumo é responsável por essa alta". Segundo Eulina, além do consumo impulsionado pela expansão da renda, há vários outros fatores determinantes para a alta dos alimentos, como os problemas climáticos, o aumento das exportações e a alta de preços no mercado internacional.CombustíveisNo caso dos combustíveis, a gasolina subiu 0,64% no mês passado, pressionada especialmente, segundo Eulina, pelo reajuste do álcool (5,23%), que está na entressafra. A gasolina tem mistura de 25% de álcool na sua composição. Gasolina e álcool, juntos, contribuíram com 0,05 ponto da inflação em novembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.