IBGE: Alta de 1,73% dos remédios é destaque do IPCA-15

A alta de 1,73% no preço dos remédios foi destaque da movimentação dos preços dos produtos não-alimentícios, no âmbito do IPCA-15 de maio. Há pouco, o IBGE anunciou o índice e informou que os remédios ficaram mais caros como reflexo do reajuste autorizado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos para determinados produtos, desde o último dia 09 de abril.Ainda segundo o IBGE, ocorreram outras elevações de preços expressivas no segmento de produtos não-alimentícios, no IPCA-15 de maio. É o caso das tarifas de serviços bancários , cujos preços subiram 5,28%; e de aumentos nos preços de artigos de limpeza e de salários dos empregados domésticos, com altas de 1,67% e 1,20%, respectivamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.