IBGE: alta de impostos no PIB reflete avanço da economia

O aumento de 9,1% nos impostos sobre produtos no Produto Interno Bruto (PIB) de 2007, bem superior à expansão de 5,4% do PIB anual, reflete o próprio perfil de crescimento da economia brasileira, segundo a gerente de contas trimestrais do IBGE, Rebeca Palis. "O setor automotivo, por exemplo, paga muito imposto e foi um dos que liderou o crescimento da economia", exemplificou. O Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), influenciado diretamente por veículos automotores, teve aumento de 14,1% no PIB no ano passado.Rebeca explicou que o próprio aumento do consumo das famílias influencia o aumento dos impostos no PIB, já que tem forte efeito no ICMS (crescimento de 8,5%) enquanto o crescimento das importações no ano passado teve impacto no Imposto de Importação (mais 23,6%).O coordenador de contas nacionais do IBGE, Roberto Olinto, disse que "se a economia está crescendo, a tendência é que os impostos cresçam, o total dos impostos no PIB tem relação direta com o crescimento econômico", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.