finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

IBGE aponta recorde para o varejo no primeiro semestre

O aumento nas vendas do comércio varejista no primeiro semestre deste ano, de 9,9% em relação ao mesmo período no ano passado, é recorde na Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) desde o início da série, em 2001. Foi o quarto semestre consecutivo de aceleração no crescimento das vendas. A taxa saiu de 4,6% no primeiro semestre de 2005 para 5% no segundo semestre daquele ano, passando para 5,7% no primeiro semestre do ano passado e daí para 6,6% no segundo semestre de 2006, de onde saltou para o recorde de 9,9%.A taxa de elevação do segundo trimestre deste ano, perante igual período do ano passado, foi de 10%. É a maior nessa comparação, pelo menos, desde o primeiro trimestre de 2006. O ritmo de aumento nas vendas vem se acelerando desde o terceiro trimestre do ano passado, quando foi de 6,1%. No quarto trimestre, a taxa passou para 7%, e no primeiro trimestre deste ano, atingiu 9,8%. O crescimento nas vendas do comércio varejista em junho, ante junho do ano passado, de 11,8%, foi o maior nessa comparação desde junho de 2004, quando a taxa foi de 12,9%. Já na comparação com mês anterior, com ajuste sazonal, a alta de junho de 0,4% ficou abaixo da registrada em maio em relação a abril, que foi de 0,6%.O coordenador da pesquisa, Reinaldo Silva Pereira, citou entre as causas para o crescimento das vendas no varejo o aumento do emprego, o crescimento da massa salarial, a valorização do real, que barateia os produtos importados, a inflação baixa e as melhores condições de crédito. Além disso, segundo ele, em junho ainda houve o Dia dos Namorados.

ADRIANA CHIARINI, Agencia Estado

15 de agosto de 2007 | 11h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.