IBGE: bens de capital foi único setor com crescimento

A categoria de bens de capital (tais como máquinas e equipamentos) foi a única pesquisada pelo IBGE que registrou aumento (1,2%) na produção em novembro ante outubro. Nas demais categorias os resultados nessa base de comparação foram negativos: bens intermediários (-0,7%); bens de consumo duráveis (-2,6%) e bens de consumo semi e não duráveis (-0,6%).Na comparação com novembro de 2006, a maior expansão ocorreu em bens de capital (24,3%), seguida de bens de consumo duráveis (11,1%), bens intermediários (4,9%) e bens de consumo semi e não duráveis (4,1%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.