Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

IBGE: Brasília tem maior inflação pelo IPCA-15 no mês

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 IPCA-15) foi maior em Brasília, na passagem de setembro para outubro, informou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os preços subiram 0,77%, influenciados principalmente pelo aumento médio de 13,01% das passagens aéreas. Em setembro, a inflação medida pelo IPCA-15 na região havia sido de 0,79%.

DANIELA AMORIM, Agencia Estado

20 de outubro de 2011 | 10h35

Na outra ponta, o índice regional mais baixo registrado em outubro foi o de Belém, onde houve deflação de 0,12%, puxada pela queda nos preços dos alimentos, de 0,26%. Em setembro, os preços na região tinham subido 0,34%.

Em Porto Alegre, a inflação medida pelo IPCA-15 acelerou de 0,49% em setembro para 0,67% em outubro; em Curitiba, de 0,57% para 0,65%; em Fortaleza, de 0,41% para 0,48%; em Goiânia, de 0,31% para 0,46%. Houve desaceleração em Belo Horizonte, de 0,73% em setembro para 0,44% em outubro; no Rio de Janeiro, de 0,61% para 0,39%; em São Paulo, de 0,44% para 0,39%; em Salvador, de 0,77% para 0,25%; e no Recife, de 0,48% para 0,21%.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoIBGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.