IBGE: desemprego de 6,3% em SP é o menor da série

A região metropolitana de São Paulo, que abriga cerca de 40% dos ocupados das seis regiões metropolitanas investigadas na Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), registrou em setembro taxa de desemprego de 6,3%. Esta é a menor taxa mensal em São Paulo na série histórica da pesquisa, iniciada em março de 2002. Em agosto, a taxa na região havia sido de 6,8%.

JACQUELINE FARID, Agencia Estado

21 de outubro de 2010 | 11h35

O número de desocupados no mercado de trabalho paulista caiu para 630 mil pessoas em setembro, com recuo de 7,4% ante o mês anterior e queda de 27,4% ante setembro do ano passado. Entre as atividades pesquisadas, a maior parte das vagas geradas, ante igual mês de 2009, ficou com outros serviços (alta de 8,7%, com 133 mil postos) e indústria (aumento de 2,6%, ou 49 mil vagas).

Em relação a agosto, o número de vagas na indústria paulista caiu 1,7% em setembro, com o corte de 34 mil vagas. Esta foi a segunda queda seguida nessa base de comparação. "É um dado preocupante, já que São Paulo é o maior parque industrial do País, mas é preciso aguardar os próximos meses para checar se a tendência continua", observou o gerente da PME, Cimar Azeredo. O rendimento médio real (descontada a inflação) dos trabalhadores em São Paulo chegou a R$ 1.551,40 em setembro, com alta de 0,4% ante agosto e aumento de 3,1% na comparação com setembro do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
desempregotaxaIBGESPvagassérie

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.