Estadão
Estadão

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

IBGE e Conab elevam projeções para a safra em 2015

Instituições estimam aumento na produção de grãos; Conab destaca ganho de produtividade da soja e do milho segunda safra

Idiana Tomazelli, O Estado de S. Paulo

11 de junho de 2015 | 10h23

RIO - A safra brasileira deve somar 204,3 milhões de toneladas em 2015, segundo o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de maio, divulgado nesta quinta-feira, 11, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado significa aumento 5,9% em relação à produção de 2014, quando totalizou 192,9 milhões de toneladas. O montante ainda é 1,7% maior que o previsto em abril, com 3,3 milhões de toneladas a mais.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) também elevou as estimativas para a produção de grãos na safra 2014/15, que deve alcançar 204,53 milhões de toneladas (aumento de 5,6% em relação ao período anterior). A instituição destacou os ganhos de produtividade da soja e do milho na segunda safra. Impulsionado pela produção de soja, o setor agropecuário cresceu 4,7% no primeiro trimestre de 2015 e ajudou a amenizar a queda do Produto Interno Bruto (PIB), que foi de apenas 0,2% no período.

Segundo o IBGE, o Brasil deve colher 57,5 milhões de hectares na safra de grãos em 2015, área 2,0% maior do que a colhida em 2014, quando totalizou 56,4 milhões de hectares. Em relação a abril, a projeção teve acréscimo de 11,585 mil hectares.

 

Arroz, milho e soja, os três principais produtos da safra, somam 91,9% da estimativa da produção e respondem por 86,0% da área a ser colhida.

A área de soja cresce 5,4% em relação a 2014, enquanto a de arroz diminui 3,4% e a de milho sobe 0,8%. Quanto à produção, é esperado aumentos de 2,1% para o arroz, 11,4% para a soja e 0,4% para o milho.

Produtividade. Segundo o 9º levantamento da Conab, a produção nacional de grãos da safra 2014/15 deve alcançar 204,53 milhões de toneladas, o que corresponde a um aumento de 5,6% (ou mais 10,9 milhões de t) em comparação com o volume do período anterior (193,62 milhões de t). 

Conforme a Conab, comparado ao levantamento do mês passado, houve um ganho de 2,3 milhões de toneladas, "acréscimo que se deve ao ganho na produtividade da soja e do milho segunda safra". A produção de soja deve atingir 96,04 milhões de toneladas, 11,5% a mais que as 86,1 milhões da safra passada.   

Já a segunda safra de milho deve ser de 49,4 milhões de t (ganho de 2% ante 2013/14). Considerando a primeira safra de 30,83 milhões de t (menos 2,6%), a produção total do cereal em 2014/15 deve atingir 80,21 milhões de t, o que corresponde a um pequeno aumento de 0,2% ante 2013/14 (80,05 milhões de t).  

A área plantada na safra 2014/15 está estimada em 57,66 milhões de hectares (1,1% maior do que na safra 2013/14), passando de 57,06 milhões para 57,66 milhões de hectares, com um aumento de 600,2 mil hectares. A cultura de soja, com crescimento de 5,7%, ou 1,7 milhão de hectares a mais que a área anterior, é o maior destaque.  

Segundo a Conab, a atual pesquisa traz, ainda, informações sobre a evolução de todas as culturas de verão de primeira e segunda safras. Para as áreas de culturas de inverno e da região Norte/Nordeste, com exceção do cerrado, onde o plantio continua em andamento, ainda não há definição.  

Tudo o que sabemos sobre:
AgronegócioSafraIBGEConab

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.