IBGE e Conab elevam projeções para a próxima safra agrícola

Segundo o IBGE, safra deve atingir 193,6 milhões de toneladas; para Conab, produção de grãos deve somar 195,46 milhões de toneladas

Vinicius Neder, O Estado de S. Paulo

09 de setembro de 2014 | 09h13

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aumentaram suas projeções para a próxima safra agrícola. O IBGE, por meio do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de agosto, projeta uma safra de 193,6 milhões de toneladas em 2014, alta de 0,2% ante o levantamento de julho (0,4 milhão de tonelada). Se confirmada, a safra de cereais, leguminosas e oleaginosas será 2,8% superior à produção de 2013, que foi de 188,2 milhões de toneladas. 

Segundo a Conab, a produção brasileira de grãos da safra 2013/2014 chegará a 195,46 milhões de toneladas, aumento de 6,80 milhões de toneladas ou 3,6% mais que em 2012/13, quando foram produzidas 188,65 milhões de t. Os dados são do 12º e último levantamento de grãos da safra atual. Na comparação com o levantamento anterior, o volume cresceu quase 2 milhões de toneladas. No mês passado a previsão era de uma colheita de 193,47 milhões de toneladas.

A colheita de soja cresceu 4,62 milhões de toneladas ou 5,7% e somou 86,12 milhões de toneladas. O volume produzido de trigo deve atingir 7,66 milhões de toneladas,  acréscimo de 2,14 milhões de toneladas,ou 38,7%, puxado pela expansão da área do cereal, de 21,4%. A produção de milho total (primeira e segunda safras) teve queda de 1,6 milhão de toneladas, o que equivale a 2%, passando de 81,5 milhões para 79,9 milhões de toneladas. O feijão teve incremento de 637,8 mil toneladas ou o equivalente a 22,7%, totalizando 3,44 milhões de toneladas.

A área plantada em 2013/14 soma 56,93 milhões de hectares, avanço de 6,3% sobre os 53,6 milhões de hectares cultivados em 2012/2013. A soja teve crescimento de 8,8%, passando de 27,7 milhões para 30,2 milhões de hectares, enquanto o trigo apresentou crescimento de 21,4%, subindo de 2,21 milhões de hectares para 2,68 milhões de hectares. O feijão ocupou área 8,4% maior e atingiu 3,33 milhões de hectares.

Os dados finais da safra 2013/14, considerando as culturas de inverno (aveia, canola, centeio, cevada, trigo e triticale) e as safras de feijão e milho do Nordeste, ainda em processo de colheita, serão divulgados pela Conab em dezembro.

Tudo o que sabemos sobre:
safragraõs

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.