Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

IBGE e Conab projetam redução de safra de grãos em 2009

Produção deve ser 3,8% inferior à safra anterior devido a incerteza quanto a condições de mercado

JACQUELINE FARID E FABÍOLA SALVADOR, Agencia Estado

08 de dezembro de 2008 | 09h34

A safra 2009 deverá registrar produção inferior a de 2008, segundo projeções divulgadas hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)e pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O instituto projetou uma produção 3,8% inferior à safra anterior, para 140,2 milhões de toneladas.   A estimativa de outubro apontava uma queda de 3,3% em 2009 ante a safra atual. A área a ser colhida em 2009, segundo o IBGE, será de 46,6 milhões de hectares, com queda de 0,9% em relação à safra 2008. De acordo com o instituto, a produção menor será influenciada pelo preço dos insumos, especialmente fertilizantes, e por uma situação de incerteza em relação às condições futuras de comercialização dos grãos.   Entre os dez produtos investigados para o levantamento de novembro, cinco devem apresentar variações positivas em relação à área colhida em 2008: arroz em casca (0,4%), cebola (2,0%), feijão 1ª safra (14,1%), fumo em folha (2,6%) e soja (0,3%). Com variações negativas, devem ficar o algodão herbáceo em caroço (-13,3%), o amendoim em casca 1ª safra (-2,9%), a batata-inglesa 1ª safra (-2,0%), a mandioca (-0,8%) e o milho 1ª safra (-0,5%).   Conab   A Conab também prevê uma redução da safra, que ainda assim deve ser a segunda melhor da história. Segundo o órgão, o País deve produzir 140,3 milhões de toneladas de grãos em 2008/09. A área plantada em todo o País terá crescimento de 97,8 mil hectares em relação ao ciclo anterior e totalizará 47,48 milhões de hectares. Segundo o presidente da Conab, Wagner Rossi, o Centro-Sul está com aproximadamente 90% do plantio concluído.   Conforme os técnicos da Conab, o clima e a crise financeira não devem impedir a expansão das lavouras no Sul do Brasil. A produção no Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina deve crescer 2,9%, totalizando 61,1 milhões de toneladas, um recorde na região. Em contrapartida, nas demais regiões a pesquisa registra queda na produção. No Sudeste, a colheita cairá 3,1% e no Centro-Oeste 7,1%.   A pesquisa da Conab mostra que a primeira safra de feijão é o destaque da safra 2008/09. De acordo com o estudo, a produção será 20,1% maior que a anterior, atingindo 1,49 milhão de t. Os Estados do Paraná, Minas Gerais e São Paulo concentram os maiores números, com crescimento de 33,5%, 13,3% e 38,1%, respectivamente.   A Conab também mostra crescimento de 1,6% na produção de arroz, atingindo 12,25 milhões de t. O porcentual seria maior, não fossem as enchentes em Santa Catarina. Até novembro, era calculado aumento de até 6,3% na produção daquele Estado. Agora, a estatal indica uma retração de 0,4%.

Tudo o que sabemos sobre:
safraIBGEConab

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.