IBGE eleva previsão para safra agrícola de 2007

O segundo prognóstico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para a safra 2007, divulgado nesta terça-feira, indica produção de 123,9 milhões de toneladas, com aumento de 6,3% ante a safra 2006 (116,6 milhões de toneladas). No primeiro prognóstico, relativo a outubro, o IBGE previa uma safra 2007 de 122,4 milhões de toneladas, com aumento de 5,3% ante a safra anterior. Em relação à área plantada, dentre os 11 produtos pesquisados, seis devem apresentar variação positiva em relação à área plantada em 2006.Para o gerente do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) do IBGE, Neuton Alves Rocha, o ano de 2007 deverá marcar um início de recuperação para o setor agrícola, após as crises de 2004 e 2005 e as conseqüências sobre a economia no campo em 2006. Segundo Rocha, com a recente recuperação dos preços das commodities agrícolas e o clima favorável, é possível que o prognóstico de safra 2007 divulgado nesta segunda seja revisado para cima nos próximos meses.Caso isso ocorra, este ano mostrará uma realidade radicalmente diferente do ano passado, quando o primeiro prognóstico do IBGE apontava uma safra 2006 de 129,8 milhões de toneladas, mas o clima adverso e os baixos investimentos dos produtores descapitalizados levaram a sucessivas revisões para baixo da estimativa, até a definição final das 116,6 milhões de toneladas. Apesar da colheita aquém das previsões iniciais, Rocha disse que a safra 2006 não foi ruim, já que apresentou um acréscimo de 4 milhões de toneladas em relação à safra 2005 (112,6 milhões de toneladas).Se a previsão para a safra 2007 for confirmada, representará um novo recorde no País, após a colheita de 123,6 milhões de toneladas em 2003. SojaA soja deve mostrar um aumento de 5,1% na produção esperada ante 2006, "em decorrência da recuperação nos níveis de produtividade, embora esteja havendo queda na área, uma vez que, no início de implantação das lavouras, os preços estavam desestimulantes, os produtores, descapitalizados, e havia alguns gargalos de logística, podendo refletir em despesas futuras no momento de escoar a safra 2007", segundo afirmam os técnicos do instituto no documento de divulgação da pesquisa.Em nível nacional, espera-se obter uma produção de 54,9 milhões de toneladas de soja em 2007. A área plantada deve cair 7,8% ante 2006, e a produtividade apresentar um ganho de 13,7%. Paraná e Mato Grosso, maiores produtores brasileiros de soja, devem apresentar, respectivamente, produções de 11,8 milhões e 13,7 milhões de toneladas, segundo o IBGE.MilhoO milho de primeira safra (de verão) deve mostrar uma expansão de 11% em 2007 em relação a 2006. A produção desse cereal deverá alcançar 34,9 milhões de toneladas em 2007. A área deve diminuir 3,3% ante 2006, mas a produtividade pode aumentar 10,7%, "mostrando uma recuperação em face das perdas da safra anterior", segundo o IBGE.Na Região Sul, onde se concentra a maior produção de milho, aguarda-se um total de 17 milhões de toneladas, ante as 15,1 milhões de toneladas em 2006.ArrozA produção de arroz em casca deve apresentar uma queda de 4% na safra de 2007 em relação ao volume colhido em 2006, com produção de 11 milhões de toneladas. Numa área plantada de 3 milhões de hectares, segundo o IBGE, espera-se uma produtividade de 3.717 quilogramas por hectare.No Rio Grande do Sul, onde a produção de arroz é mais expressiva (cerca de 59% do total do País em 2006), "o clima apresenta-se favorável ao desenvolvimento da lavoura, apesar de problemas relativos ao suprimento de água das regiões da Campanha e Fronteira Oeste". O Estado espera colher uma produção da ordem de 5,9 milhões de toneladas, 12,6% inferior à de 2006. A área plantada estimada é de 933 mil hectares.FeijãoNo caso do feijão na primeira safra, a produção prevista para 2007 é da ordem de 2,1 milhões de toneladas, 33,1% maior que em 2006 (1,6 milhão de toneladas). Esse aumento no feijão, segundo o IBGE, deve-se aos preços, que na época do plantio mostravam-se favoráveis, e à recuperação na produtividade. A produção esperada para o Paraná, um dos principais Estados produtores, é da ordem de 601 mil toneladas, 33,2% superior à de 2006 (451 mil toneladas).AlgodãoA segunda estimativa de produção para o algodão herbáceo em caroço em 2007 prevê um total de 3,6 milhões de toneladas, significativamente maior (24,5%) à obtida em 2006 (2,9 milhões de toneladas). Essa variação positiva deve-se, segundo o instituto, "à recuperação dos preços tanto no mercado interno como no externo, à menor produção mundial e também à necessidade de rotação de culturas, com o objetivo de controlar pragas e doenças".Em Mato Grosso, maior produtor nacional de algodão, a safra esperada é de 1,9 milhão de toneladas, 31,3% superior à produção de 2006. Também a área plantada e a produtividade devem ter incrementos de 28,9% e 1,8%, respectivamente, segundo o levantamento do IBGE.Matéria alterada às 12h57 para acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.