IBGE: estabilidade em março não sinaliza 'parada'

O cenário de emprego industrial em março é positivo e reflete os bons resultados da produção da indústria no período. A análise é da economista da Coordenação de Indústria do IBGE, Denise Cordovil. Hoje, o instituto informou que o emprego industrial cresceu 0,1% em março ante fevereiro. Na comparação com março do ano passado, o emprego industrial subiu 2,9%. Ela negou que a leve alta no emprego industrial em março, na comparação mensal, possa indicar um início de trajetória negativa para a indústria. Para Denise, a estabilidade apresentada não sinaliza uma "parada" antes de iniciar uma movimentação de queda para o resultado. "O IBGE não identifica nenhum movimento nesse sentido. Isso (a taxa de 0,1%) representa uma estabilidade no cenário", afirmou a economista. "O quadro de emprego industrial ainda sustenta resultados positivos, acompanhando o desempenho da produção industrial", afirmou.Ela ressaltou que, na comparação com março do ano passado, o mês de março deste ano apresentou saldos muito positivos em todos os segmentos pesquisados, como pessoal ocupado, horas pagas e folha de pagamento. Nessa base de comparação, o emprego industrial subiu 2,9% em março. Na análise da técnica, um dos fatores mais positivos mostrados pela pesquisa em março foi a disseminação dos resultados positivos. São PauloDenise admitiu que o Estado de São Paulo, que representa 40% do total do emprego industrial no País, teve papel preponderante no desempenho de março - principalmente porque os setores que apresentam resultado mais positivo, como máquinas e equipamentos e setor automotivo, têm presença mais forte naquela região. "Esses setores estão refletindo também a melhora no mercado interno, o aumento da demanda", avaliou. Entretanto, ela fez questão de ressaltar que a maioria dos locais e dos segmentos apresentaram resultados positivos no emprego industrial. "São Paulo foi importante sim, mas não é a única localidade que está puxando para cima os resultados. O cenário positivo está bem espalhado", opinou. Segundo o IBGE, o crescimento de 2,9% no índice mensal em base anual decorreu do avanço no emprego industrial em 11 dos 14 locais pesquisados. Também houve aumento no nível de emprego industrial em 12 dos 18 segmentos pesquisados em março deste ano, na mesma base de comparação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.