IBGE: estabilidade no varejo em dezembro não é reversão

A desaceleração apurada no desempenho das vendas no varejo no País em dezembro do ano passado não revela uma reversão na trajetória de expansão do setor, segundo o técnico da coordenação de serviços e comércio do IBGE, Reinaldo Pereira. Para ele, o resultado do indicador de média móvel trimestral, que mostrou crescimento de 0,5% nas vendas no trimestre encerrado em dezembro de 2007, ante o terminado em novembro do mesmo ano, confirma a continuidade da tendência de crescimento do setor.Pereira também observou que o crescimento de 9% nas vendas em dezembro do ano passado ante igual mês do ano anterior - variação inferior aos 10,4% apurados em novembro do ano passado sob igual período de 2006 - pode indicar que, com a "fartura" de crédito, houve antecipação das compras de Natal nos meses de outubro (9,7% ante outubro de 2006) e novembro. "Por causa da oferta de crédito e do aumento da renda, as pessoas de um modo geral não dependem mais do 13º salário para fazer as compras de Natal, que foram antecipadas através do crediário", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.