IBGE: impostos sobre produtos crescem mais que o PIB

Os impostos sobre produtos continuam crescendo acima da média da economia, de acordo com números da pesquisa do PIB, divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Enquanto o PIB teve uma expansão de 5,7% no terceiro trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, os impostos sobre produtos cresceram 8,7%. Esse ritmo só ficou abaixo do PIB da agropecuária, que nesta comparação foi de 9,2%. A indústria cresceu 5,0% e os serviços, 4,8%.No acumulado do ano, os impostos sobre produtos cresceram 8,3%, acima, portanto, da taxa do PIB, de 5,3%. Nesta comparação, os impostos tiveram a maior alta, já que a indústria cresceu 5,1%; os serviços, 4,7% e a agropecuária, 4,3%. O valor adicionado pelos impostos sobre produtos no terceiro trimestre é mais de três vezes o PIB da agropecuária. Os impostos sobre produtos responderam por R$ 93,521 bilhões dos R$ 645,158 bilhões do PIB do terceiro trimestre. A agropecuária gerou R$ 29,035 bilhões no período. Os impostos também correspondem a 57% do valor adicionado pela indústria no trimestre, que foi de R$ 164,804 bilhões. O setor de serviços continua sendo o de maior peso no PIB e foi de R$ 357,798 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.