IBGE: inflação em Fortaleza é a maior dentro do IPCA-15

A região metropolitana de Fortaleza registrou no mês de agosto o maior índice de inflação, de 0,69%, entre as regiões pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para a formação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), coletado no período de 14 de julho a 13 de agosto e divulgado nesta quarta-feira.

FERNANDA NUNES, Agencia Estado

22 de agosto de 2012 | 10h30

Em Fortaleza, as principais influências partiram de alimentos (1,15%), energia elétrica (1,35%) e gasolina (3,94%). O menor índice foi registrado em Curitiba, de 0,23%, onde houve queda de 1% na energia elétrica e de 3,87% nos preços dos serviços de cabeleireiro.

Em São Paulo, o índice foi de 0,37%; no Rio de Janeiro, de 0,46%; Goiânia, de 0,48%; Salvador, de 0,44%; Belo Horizonte, de 0,43%; Recife, de 0,41%; Brasília, de 0,41%; Porto Alegre, de 0,33%; e Belém, de 0,26%. O IPCA-15 refere-se às famílias com rendimento de um a 40 salários mínimos. A metodologia utilizada é a mesma do IPCA. A diferença está no período de coleta dos preços.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoIPCA-15IBGEagostoFortaleza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.