IBGE inicia Pesquisa de Orçamento Familiar

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) colocou hoje 600 pesquisadores em campo em todo o País para a coleta de informações da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF). O levantamento será realizado em cerca de 60 mil domicílios até julho do ano que vem e os resultados serão divulgados em dezembro de 2003. A última POF foi realizada pelo instituto em 1995/1996. A nova pesquisa chega a campo com várias novidades, sendo as principais a abrangência nacional e rural (anteriormente o universo estava restrito às principais regiões metropolitanas) e a utilização de notebooks pelos pesquisadores. Além disso, a pesquisa vai incluir questões subjetivas sobre a renda das famílias, com questionamentos sobre se o orçamento é suficiente, qualidade da alimentação, acesso a serviços e condições de moradia. O presidente do IBGE, Sérgio Besserman, disse que a nova POF vai permitir um aprofundamento dos estudos sobre a pobreza no Brasil, já que será um mapeamento abrangente sobre a renda e o consumo das famílias. Os pesquisadores ficarão disponíveis para cada domicílio por nove dias, com o objetivo de preencher seis questionários, com questões como gastos coletivos (aluguel, empregados domésticos); gastos com alimentação e bebidas e opinião sobre a renda familiar. A chefe do departamento de Índice de Preços do IBGE, Márcia Quintslr, disse que a POF acompanha uma tendência mundial de estudos sobre condições de vida e pobreza para formulação de políticas públicas. Para segurança dos entrevistados, o IBGE tornou disponível o telefone 0800218181, em caso de dúvidas sobre o vínculo entre o pesquisador que procurar o domicílio e o instituto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.