IBGE: IPCA é o maior para novembro desde 2005

A taxa de 0,41% apurada no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do mês passado é a maior para um mês de novembro registrada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) desde 2005 (0,55%), segundo destacou hoje a coordenadora de índices de preços do instituto, Eulina Nunes dos Santos. Ela destacou também que a taxa em 12 meses registrou, em novembro, uma "pequena elevação" para 4,22%, ante 4,17% em outubro. O índice acumulado em 12 meses vinha registrando trajetória decrescente desde março de 2009.

JACQUELINE FARID, Agencia Estado

09 de dezembro de 2009 | 09h59

Entre os integrantes do IPCA, o grupo de alimentos e bebidas registrou alta de 0,58% em novembro, ante queda de 0,09% em outubro. O destaque de alta no grupo ficou com a batata inglesa, que subiu 26,06%, com contribuição de 0,06 ponto porcentual para o IPCA do mês. Os preços dos combustíveis também continuaram subindo, ainda que tenham desacelerado o ritmo de reajuste em novembro (1,12%), em relação a outubro (1,74%). O litro do álcool passou de uma alta de 10,61% em outubro para um aumento de 4,61% em novembro, enquanto a gasolina passou de reajuste de 1,06% para 0,85% em novembro. O grupo dos não alimentícios registrou alta de 0,36% em novembro, ante 0,39% em outubro.

Construção Civil

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) registrou em novembro resultado igual ao de outubro e teve variação de 0,33%. Até o mês passado, o índice acumula altas de 5,28% em 2009 e de 5,93% em 12 meses. O custo nacional da construção por metro quadrado ficou em R$ 712,50 em novembro, sendo R$ 410,82 relativos ao material e R$ 301,68 a mão de obra. O custo do material de construção subiu 0,41% em novembro, acumulando altas de 3,83% nos 11 primeiros meses deste ano e de 4,48% nos 12 meses encerrados em novembro. A mão de obra, por sua vez, subiu 0,22% no mês passado, acumulando altas de 7,31% no ano e de 7,97% em 12 meses.

INPC

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação para a camada de renda mais baixa da população, registrou variação de 0,37% em novembro, ante 0,24% em outubro. No ano, de janeiro a novembro, o INPC acumula alta de 3,86%, e em 12 meses, de 4,17%.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoIBGEIPCA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.