R$ 1,57 bi

E-Investidor: Tesouro Direto atrai mais jovens e bate recorde de captação

IBGE: liquidações no início do ano puxam alta do varejo

O técnico da coordenação de comércio e serviços do IBGE Reinaldo Pereira avaliou hoje que a alta de 1,4% nas vendas do comércio varejista em janeiro de 2009 ante dezembro de 2008 pode ser atribuída às promoções realizadas no comércio após o Natal. Segundo Pereira, a crise econômica elevou os estoques nas lojas no último trimestre do ano passado, o que levou à liquidações no início deste ano.

JACQUELINE FARID, Agencia Estado

13 de março de 2009 | 10h48

Já o aumento de 6% nas vendas do varejo brasileiro em janeiro de 2009 ante igual mês de 2008 foi puxado especialmente pela atividade de hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, que responderam por 3,4 pontos porcentuais, ou 41% da expansão total do comércio nessa base comparação.

Ainda segundo o técnico do IBGE, a massa salarial continuou em alta em janeiro deste ano, o que continuou ajudando o desempenho do varejo, sobretudo nos supermercados. Para ele, a desaceleração ou queda nos preços de alguns alimentos também contribuiu para o bom desempenho do segmento supermercadista. Além disso, Pereira afirmou que é provável que os consumidores estejam um pouco menos pessimistas no início deste ano do que no fim do ano passado.

Mesmo assim, o técnico do IBGE ressaltou que a alta de 6% nas vendas em janeiro em base anual representou a menor expansão, para o primeiro mês do ano, desde janeiro de 2004. Segundo Pereira, a base de comparação elevada - em janeiro de 2008, as vendas do varejo cresceram 11,8% - influenciou a desaceleração do crescimento em janeiro deste ano, mas houve também influência da crise. "Acredito que, sem a crise, a perda de ritmo não seria tão forte", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
varejoIBGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.