finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

IBGE: produção industrial de SP sobe pelo 2º mês seguido

A indústria paulista registrou, na passagem de abril para maio, o segundo resultado positivo consecutivo, puxada pelo bom desempenho do setor de produtos alimentícios. A alta foi de 1,0% em maio, após já ter subido 3,5% no mês anterior, o que resultou numa expansão de 4,6% acumulada nos últimos dois meses, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional divulgada nesta quinta-feira, 10, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

DANIELA AMORIM, Agência Estado

10 de julho de 2014 | 12h33

A região também registrou expansão em maio nos segmentos de artigos de vestuário e acessórios, produtos derivados de petróleo e biocombustíveis, e equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos.

"Mas o aumento mais relevante mesmo foi dos produtos alimentícios", apontou o economista Fernando Abritta, técnico da Coordenação de Indústria do IBGE.

A atividade registrou uma alta de 5,1% na produção no Estado em relação a maio de 2013. No entanto, no mesmo período, a indústria de São Paulo recuou 3,6%, o terceiro resultado negativo consecutivo.

"A queda foi acompanha por 10 das 18 atividades pesquisadas em São Paulo", lembrou Abritta.

Em maio ante maio do ano passado, os principais impactos para baixo sobre o resultado da indústria paulista foram dos segmentos de veículos automotores, com queda de 17,5% na produção, devido à menor fabricação de automóveis, caminhões-reboque e caminhões; máquinas e equipamentos, com recuo de 12,1%; outros produtos químicos, -7,9%; e metalurgia, -12,6%.

"Esse setor de veículos automotores também vem recuando no Brasil, por ser muito dependente de crédito, por ter estoques altos", justificou o técnico do IBGE. "No ano, a produção do parque industrial paulista cai 4,7%, resultado pior que o nacional (-1,6%)", lembrou o pesquisador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.