IBGE: produção regional mostra demanda interna forte

Os resultados regionais da indústria confirmam a influência do aquecimento do mercado interno e dos investimentos sobre os resultados de outubro e acumulados no ano, segundo a economista Isabella Nunes, da coordenação de indústria do IBGE. Segundo ela, as regiões que estão crescendo acima da média nacional são influenciadas positivamente pela produção de bens duráveis ou bens de capital (máquinas e equipamentos).Isabella sublinhou que, ainda que a diferença de um dia útil a mais em outubro tenha influenciado os resultados, os indicadores mostram que "a conjuntura econômica mais favorável este ano" foi determinante para o bom desempenho da indústria no mês, quando todas as 14 regiões pesquisadas mostraram expansão em relação a igual mês do ano passado. Segundo ela, essa conjuntura favorável responde a fatores como o aumento da renda e do crédito, além da estabilidade no mercado de trabalho.A economista destacou também que o crescimento da indústria em São Paulo em outubro ante outubro de 2006 (11,1%, acima da média nacional de 10,3% e a maior taxa desde dezembro de 2004) mostra, mais que nas outras regiões, a influência positiva de veículos automotores e bens de capital. Segundo ela, o forte crescimento que vem ocorrendo em bens de capital na indústria nacional acontece de forma mais diversificada em São Paulo, favorecendo os resultados locais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.