IBGE: produtos não alimentícios puxaram recuo do IPCA

A "pequena desaceleração" apurada no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de junho, que caiu para 0,74% ante alta de 0,79% em maio, foi provocada pelo grupo dos produtos não alimentícios, observou hoje a coordenadora de índices de preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos. No mês passado, os produtos desse grupo registraram alta de 0,34%, ante 0,46% em maio. Os reajustes registrados nos não alimentícios em junho foram apurados no gás encanado (8,76%); gás veicular (8,31%); passagens aéreas (3,70%); artigos de higiene pessoal (1,29%), artigos de limpeza (1,33%) e salário de empregado doméstico (1,04%).No que diz respeito aos combustíveis, não houve variação de preços em junho, já que as altas no gás veicular e no óleo diesel (1,53%) foram compensadas pelas quedas nos preços do álcool (-1,94%) e da gasolina (-0,08%).

JACQUELINE FARID, Agencia Estado

10 de julho de 2008 | 09h23

Mais conteúdo sobre:
inflaçãoIPCAIBGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.