Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

IBGE: queda da produção até agosto é a maior da série

A indústria brasileira prossegue em recuperação, mas os efeitos da crise sobre o setor "só terão passado quando for retomado o patamar de setembro de 2008", avaliou hoje a economista da coordenação de indústria do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Isabella Nunes. Segundo ela, a queda acumulada de 12,1% na produção, de janeiro a agosto, é a maior para o período desde o início da série histórica, em 1991.

JACQUELINE FARID, Agencia Estado

02 de outubro de 2009 | 11h58

Isabella lembrou ainda que a produção industrial ainda é 10,2% menor do que a de setembro do ano passado, mês em que foi registrado o ultimo patamar recorde de produção do setor. Na comparação entre agosto e julho deste ano, de acordo com o IBGE, houve alta de 1,2% na produção industrial. De acordo com a economista, o resultado foi puxado principalmente pelos bens duráveis e intermediários. "(Isso) confirma que o processo de recuperação da indústria continua", observou Isabella.

Ela explicou que os bens duráveis foram beneficiados pelas desonerações de impostos promovidas pelo governo - como a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos e linha branca (geladeiras, fogões e lavadoras). Já os bens intermediários foram impulsionados pelo mercado interno.

Tudo o que sabemos sobre:
produçãoindústriaIBGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.