IBGE reduz safra de 2004 para 119,6 milhões de toneladas

O Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) divulgou hoje nova redução na estimativa para a safra 2004, relativa à pesquisa de maio, que deverá atingir 119,6 milhões de toneladas. O volume previsto é inferior à pesquisa de abril, que apontada uma safra de 120,9 milhões de toneladas (menos 1,08%). Caso seja confirmada a previsão do IBGE, a nova safra será 3,28% inferior à de 2003, quando alcançou 123,6 milhões de toneladas.Entre as regiões pesquisadas, a maior queda ante a safra 2003 deverá ocorre no Sul (menos 15,73%), sendo que todas as demais regiões deverão apresentar aumento na produção. Segundo o IBGE, a queda na safra será provocada pelas reduções, ante a safra do ano passado, da produção do milho de primeira safra (menos 9,10%), milho de segunda safra (menos 19,28%), soja (menos 3,91%), feijão de primeira safra (menos 9%) e feijão de terceira safra (menos 26,28%).A queda no milho ocorreu por causa da concorrência com a soja no caso da primeira safra e da estiagem na segunda safra. A soja enfrentou problemas climáticos e fitossanitários na Regiões Sul, e Centro-Oeste. Os produtos que vão apresentar aumento na safra 2004 ante a anterior serão o algodão herbácio (54,95%), arroz em casca (25,51%), feijão de segunda safra (7,16%), sorgo (9,93%) e trigo (2%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.