IBGE: rendimento da população sobe 0,2% em outubro

A massa de rendimento real (descontada a inflação) habitual da população ocupada nas seis principais regiões metropolitanas do País somou R$ 29,4 bilhões em outubro, informou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado, que representa uma alta de 0,2% em relação a setembro e de 3,1% na comparação com outubro do ano passado, diz respeito à renda que, habitualmente, o trabalhador recebe no mês.

JACQUELINE FARID, Agencia Estado

26 de novembro de 2009 | 10h06

O número de ocupados somou 21,5 milhões de pessoas nas seis regiões em outubro deste ano, com variação negativa de 0,1% (considerada estável pelo instituto) ante setembro e queda de 0,3% na comparação com outubro de 2008. O número de desocupados, por sua vez, somou 1,75 milhão de pessoas, com queda de 2,5% ante setembro, mas aumento de 0,6% na comparação com outubro de 2008.

O IBGE informou ainda que a massa de rendimento real (descontada a inflação) efetivo da população ocupada nas seis regiões atingiu R$ 29,2 bilhões em setembro, com alta de 0,4% ante agosto e aumento de 2,9% na comparação com setembro do ano passado. Os dados de massa de rendimento efetivo divulgados pelo instituto sempre se referem ao mês anterior ao de referência da Pesquisa Mensal de Emprego (PME). Os números referem-se ao que, efetivamente, foi recebido pelos trabalhadores naquele mês.

Tudo o que sabemos sobre:
rendimentorendatrabalhoIBGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.