Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

IBGE revisa produção agrícola para baixo

Seguindo o anunciado na última quarta-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), reduziu, nesta quinta-feira, as estimativas para a produção agrícola deste ano em 0,20%, tomando como comparação o prognóstico de março. Além desta queda, o levantamento apontou que a safra 2006 deve utilizar 2,77% a menos de área plantada do que o registrado no ano passado.A produção total deve atingir 121,723 milhões de toneladas, contra 121,970 milhões de toneladas previstas no terceiro mês do ano. Porém, tomando como base a colheita de 2005, que correspondeu a 112,574 milhões de toneladas, mesmo com a retração da previsão, devem ser produzidos 8,13% a mais. DISTRIBUIÇÃO DA PRODUÇÃORegiãoToneladasSul51,151 milhõesCentro-Oeste40,575 milhõesSudeste16,143 milhõesNordeste10,192 milhõesNorte3,662 milhõesFonte: IBGEA área plantada deste ano deve ser de 46,251 milhões de hectares. Os principais responsáveis pela redução são as culturas de, mamona, que deve utilizar 34,50% a menos de espaço; algodão herbáceo, com queda de 28,01%; arroz, com diminuição de 22,66%; e trigo, com queda de 13,16%.Crescimento Segundo o IBGE, com as boas cotações alcançadas desde os últimos meses do ano anterior, cresceu a produção do feijão 1ª safra, em 12,48%; e 2ª safra, em 30,74%. Para o milho, considerando ambas as safras, houve crescimento de 18,93% e 24,40%, respectivamente. A produção de soja cresceu 8,42%. Os técnicos do instituto explicaram em nota que os produtos que mais se destacam são o milho 1ª safra e a soja, que se recuperaram após a forte estiagem da safra passada, especialmente nas regiões Sul e Centro-Oeste.

Agencia Estado,

04 de maio de 2006 | 09h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.