IBGE: só 2 de 8 atividades de varejo cresceram em abril

Das oito atividades do comércio varejista pesquisadas pelo IBGE, apenas duas registraram crescimento nas vendas em abril ante março. São elas: hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,8%) e equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (8,9%).

JACQUELINE FARID, Agencia Estado

16 de junho de 2009 | 09h28

De acordo com o instituto, os demais resultados, na mesma base de comparação, foram negativos: combustíveis e lubrificantes (-0,8%); tecidos, vestuário e calçados (-1,7%); móveis e eletrodomésticos (-2%); artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-1%); livros, jornais, revistas e papelaria (-2,7%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (-2,4%).

Varejo ampliado

Já os dados do comércio varejista ampliado (que incluem veículos e material de construção) registraram resultados bem piores que os resultados do comércio varejista em abril. Segundo o IBGE, o comércio varejista ampliado registrou queda de 4% nas vendas em abril ante março e recuo de 0,8% em abril deste ano ante abril do ano passado.

As quedas foram puxadas tanto por veículos e motos, partes e peças (-5,6% em abril ante março e -11,3% ante abril do ano passado), quanto por material de construção (respectivamente, queda de 3,5% e recuo de 15,8%).

Tudo o que sabemos sobre:
varejoIBGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.